PT ENG

UMA HISTÓRIA QUE REMONTA AO SÉCULO XIX.

Entre 1858 e 1859 abriam-se ruas ou boqueirões transversais e construía-se a Rampa de Santos. O Boqueirão dos Ferreiros, onde o edifício Ribeira 11 se encontra, é um desses espaços-canal entre a Rua da Boavista e o Rio, caracterizado por edifícios de uso industrial.

O atual edifício foi construído já no século XX, servindo de armazém de metalúrgica e mais tarde de armazém de cartão, o que justificou a sua edificação com as características tipológicas e construtivas que ainda hoje permanecem. A sua função influenciou fortemente a escolha de materiais ligados ao setor industrial como o betão e a cal, assim como o sistema construtivo de alvenaria de pedra e tabique nos pisos superiores.

A solução arquitetónica atual procura uma lógica estrutural compatível com o edifício original, procurando uma expressão exterior de leveza, por oposição à arquitetura que está na sua base.

Com a recuperação feita, Ribeira 11 continuará a fazer deste edifício uma referência na zona ribeirinha como um dos exemplares de um passado feito de uma arquitetura do pragmatismo e relacionada com o assentamento industrial que caracterizou esta área da cidade.

O amplo terraço comum que nasce no topo Sul do edifício cria um espaço exclusivo de tranquilidade para os moradores do Ribeira 11, que terão ainda a comodidade de uma zona destinada a exercício físico na sua cobertura.

Subscreva a newsletter Squareview e receba as últimas notícias e oportunidades exclusivas.

As imagens relacionadas com o Plano de Pormenor do Aterro da Boavista Nascente tentam reproduzir o previsto no plano, contudo podem não refletir com exatidão a futura realidade da envolvente  /  The images related to the Plano de Pormenor do Aterro da Boavista Nascente are not binding and may not reflect the correct building’s future surroundings.